10/02/2013

ervas aromáticas - preparar e semear

Este Natal a Raquel ofereceu-me uma espécie de kit com material para plantar as minhas ervas aromáticas. Já há algum tempo que queria voltar a aventurar-me nestas lides, pois todas as tentativas que fiz acabaram em pragas, plantas secas, ou fracas colheitas.

Desta vez tenho a tarefa facilitada porque para além do kit, a Raquel deu-me um manual de ervas aromáticas para cozinheiros. Nesse livro explicam todo o processo, desde o semeio à colheita, passando ainda por algumas dicas de conservação, receitas e uma explicação exaustiva das várias espécies.


Foi quando uma leitora nos sugeriu que escrevêssemos sobre este tema, que me decidi finalmente a começar. Assim, com esta nova rubrica pretendo ir partilhando todo o processo, mas não prometo resultados brilhantes, pois é a primeira vez que levo isto a sério. Se tiverem dicas e sugestões, serão bem vindas.

Fevereiro é uma das melhores alturas para semear o que tenho (cebolinho, orégãos, coentros, salsa, tomilho, manjericão e malaguetas). Para plantar utilizei uns vasos de cartão que vêm num kit do Ikea e também reaproveitei um tacho e dois púcaros velhos. A única preocupação com o tipo de terra, é que seja apropriada para ervas aromáticas comestíveis. 

O kit do Ikea foi fácil, pois tem as suas próprias instruções. O kit vem com três pequenos vasos de cartão, cada um deles com uma porção de terra à qual se junta água, e sementes.


Para o tacho e púcaros improvisei um sistema de drenagem, furando os fundos e colocando umas pedras por baixo da terra. Os vasos para este tipo de ervas devem ter furos para escoar o excesso de água. Para separar a terra do metal, pus uma camada de plástico (cujo fundo também furei, nos sítios correspondentes aos buracos do metal).


Segundo o livro, salsa, coentros e tomilho coabitam muito bem, pelo que os plantei no mesmo vaso ou, neste caso, tacho.

Semear é a parte mais fácil: basta deitar as sementes sobre a terra já húmida ou em pequenos buracos (varia consoante a espécie, o melhor é consultar a informação que vem no pacote) e cobri-las com uma camada de cerca de 1 cm de terra. Por fim rega-se com pouca água e calca-se muito ligeiramente. 


Durante os primeiros tempos, até as ervas terem algum tamanho, a terra deve estar húmida, sem ser em excesso, e os vasos devem estar protegidos da luz solar e do frio, pelo que o melhor será guardá-los no interior.

Dentro de cerca de duas semanas espero ter novidades.


João

7 comentários:

Ondina Maria disse...

Tenho esse livro, é impecável. E comprei da mesma colecção outro que é sobre especiarias e ervas. Por cá temos sempre os nossos vasinhos prontos a colher. E nesta altura do ano alguns vieram mesmo para dentro de casa, por não conseguirem resistir às temperaturas mais frias. Sabe super bem estar a cozinhar e ir à varanda ou aos parapeitos das janelas colher aquilo que vai marcar a diferença no nosso prato :)

Limited Edition disse...

Óptimas dicas, obrigada! Os vasos do ikea nao me deram plantas de jeito, mas quando compro no supermercado e volto a plantar, aí ja tenho outros resultados, especialmente no manjericão e coentros.

les bons vivants disse...

Ondina Maria,

vou já procurar esse livro das especiarias...! Pois é, estamos ansiosos por ter tudo à mão na cozinha!


Limited Edition,

por causa do comentário acerca dos do Ikea fui fazer uns furinhos no cartão. Talvez tenha sido um dos problemas!

Raquel

D. à conversa disse...

Não sabia da existência dos vasos do Ikea. Tinha visto em Belém à venda, mas eram mais de "brincar".
Entretanto procurei e vi que o livro que tem existe também em português, o que me facilita mais a vida...
Sempre tive curiosidade de experimentar plantar as ervas aromáticas, pois adoro cozinhar e dar um toque "ali e acolá" com as especiarias.
Que boa ideia! :)

Marta L. disse...

Olá,

vim ter a este post, pois estou a projectar a minha segunda tentativa de semear ervas aromáticas.

Fiquei curiosa, já há desenvolvimentos?

Obrigada!

les bons vivants disse...

Olá Marta,

o João não tem tido tempo para escrever...!

As novidades é que as sementes nasceram, mas a maioria não se aguentou!

Vamos agora experimentar semear em sementeiras (há no Lidl, baratas!).

Vamos ver como corre...

O que se tem aguentado são as malaguetas e hortelã e manjericão que plantámos a partir de um pé!


Raquel

Marta L. disse...

Obrigada pela resposta, a verdade é que o tempo tamb´me não está a ajudar a boas aventuras.

Espero que agora as próximas corram melhor :)