13/02/2014

novidades e sugestões - Dia dos Namorados em modo "o amor não tem de ser caro"

Para alguns, o Dia dos Namorados é um dia especial em que se tem a oportunidade de mimar a cara-metade, de a surpreender com algum gesto romântico. Para outros, é um dia óptimo para combinar estar com os amigos sob o pretexto de uma data que não comemoram a sério. Por fim, outros não ligam nada a este dia e é apenas mais um para se juntar aos outros 364 do ano.

Independentemente da opinião de cada um, o Dia dos Namorados, ou o Dia de S. Valentim, é a desculpa perfeita para um programa diferente, a dois ou não. Este ano tem a vantagem de calhar a uma sexta-feira! Numa altura em que o low cost tem cada vez mais adeptos, sugerimos uma comemoração em conta, diferente do habitual jantar seguido de cinema.

- Comece por abrir uma garrafa de vinho e servir um copo em jeito de brinde. Porque não um tinto do Alentejo, Altas Quintas 600?

- Para abrir o apetite, sugerimos um passeio a pé por sítios que aprecie, um jardim, à beira-rio, por entre ruelas antigas. Andar a pé é bom para conversar, faz bem à saúde e não custa dinheiro. Se estiver a chover, entre no primeiro recanto que lhe parecer confortável e petisque qualquer coisa. Se estiver em Lisboa, sugerimos Belém, o Jardim da Estrela, Alfama, Príncipe Real, Chiado. Caso viva no Porto, a Ribeira, Foz, zona da Sé, Avenida Miguel Bombarda, são algumas das muitas hipóteses existentes.

- Se preferir um jantar mais caseiro, surpreenda com uma massa à italiana. O truque é ser simples, saborosa e diferente. Uma massa italiana tem sempre um toque romântico. Experimente esta receita de carbonara de curgete do Jamie Oliver.

- Se não quiser cozinhar, compre umas conservas (a de atum em molho cru da marca açoriana Sta. Catarina, é deliciosa). Ponha uma mesa bonita e acompanhe com tostinhas e pão. Petiscar em casa também sabe bem!

 - Para sobremesa, corte uma manga em pedaços e tempere com flor de sal, piripiri ou malagueta fresca e sumo de lima. A combinação de sabores é deliciosa.

- Prolongue o dia dos namorados até sábado e seja turista na própria cidade. Alinhe num passeio pelo centro histórico, visite jardins, museus e passe por locais emblemáticos. Às vezes esquecemo-nos de apreciar o que está à nossa volta. Porque não um piquenique se estiver bom tempo? Se forem aventureiros, com antecedência pesquisem por caminhadas na zona e façam-se ao caminho!

- Por fim, deixamos algumas ideias do que oferecer neste dia aos adeptos da boa vida e da cozinha: um avental “Feliz é quem cozinha com amor”, para tornar os fins-de-semana ao fogão mais românticos; um fiu de aromáticas, uma técnica japonesa que combina a utilidade das ervas aromáticas com a possibilidade de decorar a sua cozinha com uma planta original; para os amantes de petiscos e canapés, um workshop de finger food da Escola de Hotelaria e Turismo de Lisboa (também há workshops nas outras escolas de hotelaria); um passeio temático por Lisboa, da Lisboa Autêntica. 

*Texto originalmente publicado no blogue da marca Oleoban

1 comentário:

António Jesus Batalha disse...

Blog encantador,gostei do que vi e li,e desde já lhe dou os parabéns, também agradeço por partilhar o seu saber, se desejar visitar o Peregrino E Servo, ficarei também radiante
e se desejar seguir faça-o de maneira que possa encontrar o seu blog, porque irei seguir também o seu blog.
Deixo os meus cumprimentos, e muita paz.
Sou António Batalha.