26/03/2012

receita - tarte de limão, lima e chocolate

Esta sobremesa é uma adaptação da tarte de limão e chocolate da Leonor de Sousa Bastos, e das suas flagrantes delícias (clicar para aceder ao website).

Embora a ideia inicial fosse cumprir a receita à risca, acabei por alterar dois pormenores e aldrabar os tempos (não de forno, mas os de refrigeração da massa) - ainda assim correu bem, tendo em conta que sou muito pouco dada a doces! 


Para a massa da tarte é preciso: 

- 175 gr de farinha de trigo (sem fermento)
- 25 gr de cacau em pó
- 25 gr de açúcar
- 125 gr de manteiga fria aos cubinhos
- 1 gema grande
- 2 colheres de sopa de água fria
- uma pitada de sal
- 75 gr de chocolate ralado (eu utilizei apenas 55 gr,  deixei alguns pedacinhos inteiros também)

Misturar a farinha, cacau em pó, açúcar e sal. Juntar a manteiga aos cubinhos e amassar, com os dedos, como se fizéssemos migas. Juntar depois a gema e a água. Misturar bem até se obter uma massa homogénea. Proteger a massa com película aderente e refrigerar durante uma hora (a aldrabice número 1 foi aqui: como estava com pouco tempo, refrigerei a massa apenas meia hora e no congelador! Quando a tirei estava dura de mais, mas com o calor das mãos foi ganhando forma).

Estender a massa, pô-la na tarteira (que deve ter uns 23 cm de diâmetro) e picar com um garfo. Refrigerar mais duas horas (aldrabice número 2: refrigerei novamente no congelador e durante uns 45 minutos, apenas).

Pré-aquecer o forno a 200º C. Tapar a massa com papel de alumínio e colocar pesos em cima, para que não levante, e colocar no forno por 15 minutos. Retirar, deitar fora o papel de alumínio, baixar o lume para 170º C e levar ao forno por mais 5 minutos.

Retirar do forno, espalhar o chocolate ralado e deixar arrefecer (não usei o chocolate ralado todo, nem usei chocolate de cozinha, usei o de leite da Nestlé, deitei uns dos pedacinhos maiores também).


Para o recheio é preciso:

- 150 ml de sumo de limão e lima:
    3 limões, 3 para as raspas e 2 para o sumo
    1 lima, para as raspas e para o sumo (a receita original é apenas com limão)
- 150 gr de açúcar
- 4 ovos grandes
- 150 ml de nata espessa (usei as natas frescas, dos pacotes de plástico)
- restante chocolate ralado e pedacinhos (a receita original não inclui esta parte)

Misturar o sumo de lima e limão, as raspas e o açúcar e bater. Incorporar os ovos as natas, aos poucos, sempre a bater. Acrescentar o restante chocolate.
Verter sobre a base de chocolate, já arrefecida, e levar ao forno durante 50 minutos.
Julgo que há um truque para que a superfície não fique com bolhinhas, não tenho a certeza se será este, lido no site da Leonor: «bater com a forma sobre a mesa para evitar borbulhas de ar» - antes de levar ao forno.

Deixar arrefecer para desenformar, servir frio e cobrir com açúcar em pó (óptimo para disfarçar as tais bolhinhas).

Como podem ver pelas fotografias, ficou com bom aspecto. Se tivesse tido mais cuidado, jeito e prática, a massa tinha ficado melhor estendida e melhor colocada na tarteira. Parece-me também que a minha tarteira é maior do que o suposto (não a medi), uma vez que a tarte podia ter ficado mais alta. A consistência da minha massa não deve ser a suposta, é meia quebradiça como se fosse bolacha, e deve ter que ver com os tempos de refrigeração que não cumpri.





Raquel

6 comentários:

leonor de sousa bastos disse...

Olá Raquel,

Não suspeitaria que é pouco dada a doces porque a tarte está com um aspecto delicioso!! :)

Adorei!!! Obrigada!:)

Beijinhos,

Leonor

Anjo-de-Mel disse...

Apesar das 'aldrabices' ficou c um aspecto maravilhoso :) Bjinhos!

caica disse...

Acho que te "saiste" muito bem!!
Está com muito bom aspecto!!
Já comia um pedacinho...

les bons vivants disse...

leonor de sousa bastos,

as suas receitas são uma inspiração, têm o poder de nos pôr a cozinhar melhor! Obrigada eu pelas suas palavras tão queridas!

Anjo-de-Mel,

muito obrigada! :)

caica,

:) para a próxima guardo um bocadinho!

Raquel

Isa disse...

Eu fiz esta tarte seguindo a receita original, ou seja, cumprindo os tempos de refrigeração e a massa não ficou como penso que seria de esperar, ficou tipo bolacha mas bastante dura. Penso que isto se deverá ao tempo de cozedura, que será exagerado, e não ao tempo de refrigeração...

les bons vivants disse...

Isa,

não sei! A minha também ficou género bolacha, quebradiça, mas não estava muito dura. De resto, o recheio com o tempo de cozedura, que cumpri, ficou óptimo.

Pode ter que ver com os fornos utilizados. Será?

Raquel