31/01/2012

viagens e sítios - Barcelona

Se tivesse de descrever Barcelona* em três adjectivos escolheria estes: vaidosa, elegante e fria. 

A vaidade e elegância da cidade estão presentes na obra arquitectónica que por lá podemos ver, provavelmente o que de mais bonito tem. Conjugando o tradicional com o moderno, as ruas de Barcelona, o planeamento urbanístico da cidade, os seus edifícios, sejam habitacionais ou não, conjugam-se na perfeição, resultando numa mistura inteligente, original e encantadora.

De facto, a riqueza da arquitectura deixa-nos espantados. Podemos ver edifícios antiquíssimos sem que o seu estado de conservação esteja descuidado, com fachadas trabalhadas, ornamentadas e imponentes que se misturam surpreendentemente bem com um legado mais moderno. Podermos ver lojas e espaços comerciais a funcionar em edifícios antigos, não os remetendo à inutilidade ou abandono, é das escolhas mais inteligentes e sensatas que existem. 

As ruas e os bairros organizados geometricamente e cortados pela grande Avinguda Diagonal que atravessa a cidade, tornam-na mais fácil percorrer e entender, tendo uma percepção global da sua planta. As esquinas, ao invés de serem em ângulo recto, como é mais comum, têm uma abertura que oferece mais espaço a quem anda a pé, ampliando as ruas e alargando os passeios. 

Os mapas encurtam em muito as distâncias entre dois pontos: Barcelona é sempre maior do que pensamos e galgar as grandes avenidas, atravessar as largas estradas leva mais tempo do que o previsto.

As grandes praças são monumentais e, por maiores que sejam, estão sempre cheias de pessoas, da terra e de fora, num rodopio intenso que faz com que seja uma cidade viva, onde se cruza todo o tipo de gente. 

Cosmopolita, Barcelona é uma passerelle onde desfilam mulheres e homens que espelham o último grito da moda; jovens mais alternativos com roupa descontraída, metaleiros, freaks e meninos bem, de todas as nacionalidades e origens. 

No entanto, todo este movimento e imponência podem dar a sensação de que esta é uma cidade fria, que nos ignora e nos faz sentir pequenos no meio de tanta agitação e grandeza. Os bancos individuais que podemos encontrar em vários locais da cidade podem ser símbolo dessa individualidade e egoísmo que se pressentem. 

Comer é um verdadeiro prazer para estas pessoas, pelo menos se nos lembrarmos dos balcões que se enchem de gente que, à pressa e em pé, vai tomando as suas refeições, deixando os lugares sentados e da esplanada para aqueles que estão dispostos a pagar mais por isso. Em todo o lado, há um espaço que vende sandes, pizzas, comida para fora e para se comer a andar.

A horizontalidade da cidade é um convite às bicicletas que se juntam ao trânsito controlado e aos passeios. Skates, trotinetas e patins são outros meios escolhidos para percorrer Barcelona. 

O Metro é, quase de certeza, o transporte mais prático e cómodo. As ligações entre linhas são fáceis, as viagens são curtas e não se tem de esperar mais de três minutos por ele. Mais caricatas são as estações e os corredores labirínticos que unem as várias linhas, alguns ao ponto de meter medo, por tão grandes e recônditos.  

Embora percebam bem português, os catalães não aparentam ser os mais simpáticos do mundo, mas, como em tudo, há excepções. A verdade é que parecem ser mais desconfiados e sérios do que outros espanhóis de outras cidades. 

Mais do que uma vez tivemos de chamar a atenção para «erros» na conta, fruto de tentativas de enganar turistas, cobrando pedidos indevidamente. 

Barcelona é uma mistura de sensações, difícil de exprimir. Ao mesmo tempo que nos deslumbra faz-nos ter saudades do que nos é familiar.



Raquel

* Visitámos Barcelona em Agosto de 2011 e em Janeiro de 2012






12 comentários:

S* disse...

É uma cidade que me fascina... maravilhosa. Como dizes, é fria, mas imponente.

saboracasa disse...

linda cidade!

les bons vivants disse...

S*,

pois é!

saboracasa,

sim!

mónica* disse...

das cidades mais limpas, organizadas e cativantes que já conheci! adorei e fiquei com vontade de morar lá.

a descrição neste post é perfeita:)

Pics disse...

Olá! Já ontem tinha espreitado este novo espaço e achei uma ideia muito interessante. Barcelona ainda não conheço e a próxima na lista é Londres, mas vou ler os vossos textos para ter uma ideia do que fazer antes de cada viagem :)

les bons vivants disse...

mónica*,

ficamos contentes que as pessoas se revejam nos textos :)

Pics,

Obrigada :) A nossa próxima viagem também vai ser a Londres!

A. disse...

Foi tal e qual assim que descrevi e "vivi" Barcelona, com a excepção dos enganos nas contas! E os túneis do metro... por Deus, que ninguém merece aqueles túneis. Fui feliz naqueles 5 dias que lá passei e vou lá voltar de certeza!

les bons vivants disse...

A.,

ainda bem que se revê no meu texto! :)

Raquel

A. disse...

Raquel, podemos nos tratar por tu e esquecer essas formalidades do "você"... que tal? :)

As receitas são maravilhosasssss!!

Liliana Costa disse...

e uma cidade fantastica que gostei imenso. multicultural, rica em beleza, e talvez por ser tao colossal parece muito fria. so tive la 3 dias portanto nao deu pra perceber se e verdade ou nao.
para nao falar que e uma cidade com praia incluida, eu adorei

les bons vivants disse...

Liliana Costa,

é mesmo...!


Raquel

Dear Daisy disse...

LOVE Barcelona!!!
♥♥♥