14/01/2013

receita - salmão com sementes de sésamo e legumes grelhados

Há uns tempos fiz um workshop de receitas de peixe na Escola de Hotelaria e Turismo de Lisboa. Entre outras coisas aprendi esta receita de salmão, muito fácil, rápida e bastante saudável.

É preciso:

- lombo de salmão
- molho de soja
- sementes de sésamo
- cogumelos
- espargos
- pimento (neste caso usei amarelo, mas pode ser outro qualquer)
- courgette
- beringela


Em primeiro lugar arranja-se o lombo de salmão: retiram-se as espinhas e a pele e corta-se em doses individuais (caso não esteja já assim preparado).

Reserva-se o salmão e preparam-se os legumes: lavam-se os cogumelos e cortam-se em fatias; descascam-se os espargos e cortam-se em pedaços; lava-se o pimento, retira-se-lhe as sementes e corta-se em pedaços; lava-se e fatiam-se a courgette e a beringela.

De seguida grelham-se os legumes até ficarem marcados, sem que cozinhem demasiado, visto que ainda vão ser terminados no forno.

Já grelhados, temperam-se os legumes com sal, pimenta, oregãos e um fio de azeite, e levam-se ao forno.

Para temperar o salmão basta passá-lo por molho de soja e pressionar uma das suas faces contra sementes de sésamo. Não necessita de sal porque o molho de soja é suficiente para temperar o salmão.

Leva-se ao forno a 220º durante cerca de 4 minutos e está pronto!

Apresentação:
O lombo de salmão sobre os legumes grelhados.




João

6 comentários:

ana george disse...

As sementes de sésamo são as minhas preferidas! Experimenta juntar as pretas também ;)

Candy Love disse...

Tem um ar delicioso! ;)

Marisa Valadas disse...

Olá
Recentemente, fiz uma receita parecida, mas com mistura chinesa. Esta ideia também me agrada bastante

les bons vivants disse...

Ana george,

Eu também gosto muito! Um dia destes experimento com as pretas.

Candy Love,

Obrigado!

Marisa Valadas,

Com legumes frescos é sempre melhor!


João

Teresa disse...

O salmão só coze 4 minutos? Come-se cru?

les bons vivants disse...

Olá Teresa,

sim, 4 minutos devem chegar (claro que depende do forno). E não, não se come cru, come-se no ponto certo!

Eu comi e garanto que estava bom e devidamente cozinhado (sem ser excesso). Regra geral cometemos o erro de cozinhar o peixe além do ponto, pelo que perde sabor e fica mais seco.

De qualquer modo, foi num workshop de cozinha da Escola de Hotelaria e Turismo de Lisboa que o chef/professor referiu que o peixe cozinha em poucos minutos.

Porque não experimenta e depois nos diz se estava cru? Tem sempre a hipótese de o deixar mais tempo no forno se não gostar...


Raquel